21/03/2016

Profissional colabora na definição e adaptação de cursos para a plataforma digital. 

Expansão da EAD amplia oportunidades para Designer Instrucional

Prender a atenção do estudante é um desafio constante na área educacional, tarefa que ganha contornos mais complexos na plataforma a distância. Manter o interesse do aluno em um curso EAD passa pelo trabalho decisivo de um profissional em ascensão no mercado: o designer instrucional (ou educacional).

A colaboração do designer instrucional auxilia na definição da melhor forma de apresentar o conteúdo de um curso, sempre com olhos na manutenção da sua essência pedagógica.

"O designer instrucional é elemento fundamental no processo de criação, pois mobiliza a equipe nessa ação de pensar soluções inovadoras em educação", comenta Nelson Eufrásio Júnior, designer instrucional na equipe de Tecnologias Educacionais do Senac EAD.

No Senac, o trabalho desse profissional é essencial. Pelas mãos deles passam a elaboração de todos os cursos disponíveis na modalidade a distância, que vão desde opções de curta duração, como de Gastronomia, Idiomas e Beleza, até os cursos técnicos, de graduação e pós-graduação.

O resultado se materializa das mais diversas maneiras: seja na forma de infográficos, games, simuladores, vídeos ou materiais impressos, vale tudo para que o processo de mediação se torne o mais claro e atrativo possível. E para chegar ao produto final, são várias as etapas de trabalho.

"Primeiramente é feito um briefing com os envolvidos no projeto, para que todos possam discutir e contribuir com ideias. Em seguida é feito o design educacional, que consiste em descrever todas as ideias e estabelecendo as metodologias que serão utilizadas. Feito isso é realizada a revisão gramatical e semântica para em seguida ter início a criação visual que envolve áreas como multimídia, gráfico, programação. Terminado o desenvolvimento, o material passa por uma validação final e é publicado no ambiente virtual de aprendizagem", explica Júnior. O tempo para desenvolvimento varia de acordo com a complexidade do material.

Atualização constante

Estar atento ao que há de novo, curiosidade e pensamento crítico são características essenciais para quem tem interesse em desenvolver a atividade de designer instrucional. Normalmente, o profissional que atua na área possui formação na área de Pedagogia, mas as equipes, pelo seu caráter multidisciplinar, costumam contar com formados em cursos como Informática, Letras, Design e Comunicação Social.

"É uma atividade bastante complexa, que exige conhecimento humano e técnico em perfeita harmonia. O pensamento crítico reflexivo é utilizado a todo o momento, juntamente com a criatividade. Em um mundo globalizado como o nosso, com uma diversidade de tecnologias e recursos ao alcance, é fundamental pensar em práticas inovadoras e sustentáveis", comenta Júnior.

A expansão da EAD como alternativa de qualificação trouxe boas perspectivas para a profissão. Como, já em curto prazo, a expectativa é para um crescimento contínuo da educação a distância, o designer instrucional será figura cada vez mais presente em ambientes educacionais, sejam presenciais ou a distância.

Conheça a pós-graduação a distância em Design Instrucional do Senac EAD.