18/11/2016

Pessoa olha calendário


Aos 50 anos, o engenheiro mecânico Arivelto Fialho é conhecido por compartilhar diversas dicas de como estudar a distância com os colegas da pós-graduação em Gerenciamento de Projetos do Senac EAD. 

São práticas que ele desenvolveu ao longo dos outros quatro cursos a distância concluídos na instituição e que ajudam alunos com as mesmas dificuldades pelas quais passou em 2011, quando teve seu primeiro contato com EAD, na pós-graduação em Docência para Educação Profissional.

Foi nessa época que Arivelto, que também atua como docente e escritor, aprendeu a importância de seguir uma rotina de estudos para potencializar seu aprendizado virtual. “Um dos motivos pelos quais optei por EAD foi a comodidade de poder dosar meu estudo como quero e na hora que quero. Mas confesso que não foi fácil aprender a administrar meu tempo”, afirma.

Arivelto conta que, inicialmente, realizava as atividades e acessos ao fórum de debates apenas aos fins de semana, o que quase causou sua impugnação para defesa do Trabalho de Conclusão de Curso. "Percebi que não conseguiria escrever meu TCC caso não passasse a acessar o ambiente virtual regularmente e me disciplinasse com as leituras", relembra o profissional, que encontrou uma maneira de se organizar somente após dois terços do curso. "Desde então, me tornei mais disciplinado, consciente e responsável. Aprendi a gerenciar meu tempo e saúde, definindo bem melhor quais são minhas prioridades", diz.

Para Alcir Vilela Júnior, coordenador de ensino superior do Senac EAD, é comum que as pessoas passem por um período de adaptação, já que a maioria possui um histórico escolar essencialmente pautado em dinâmicas do ensino presencial.

Por isso, é interessante que o aluno acesse o ambiente virtual frequentemente para criar uma intimidade maior com as plataformas e ferramentas utilizadas na educação a distância, facilitando essa transição.

Também há um mito de que cursos a distância têm um fluxo menor de estudos, o que pode ser uma surpresa para quem espera uma quantidade de leitura e atividade inferior à de cursos presenciais.


"Flexibilidade é diferente de facilidade. Você pode organizar seu horário de estudo e conciliar isso com as demais demandas da sua vida, desde que você tenha tempo para estudar e consiga seguir esse planejamento", afirma.

Como administrar o tempo?
Segundo o último Censo EAD.BR, a falta de tempo é o principal motivo de quem abandona cursos a distância. Mas, em muitos casos, essa indisponibilidade é apenas um retrato da gestão inadequada do próprio tempo, o que pode ser revertido com um bom planejamento.

"A maior dificuldade das pessoas é estabelecer dentro de suas atividades diárias o que é prioridade. As dificuldades diminuem quando passamos a organizar nossa vida", diz Simone Martins Alves, docente do curso Gerenciamento do Tempo no Senac São Paulo.

Uma dica para identificar e priorizar o que é mais importante entre as tarefas do dia a dia é criar uma agenda semanal baseada na Tríade do Tempo, um sistema elaborado pelo especialista Christian Barbosa que divide as atividades em três esferas – urgente, importante e circunstancial.

Confira abaixo um passo a passo indicado por Simone de como estabelecer uma rotina mais equilibrada e eficiente:

- Estabeleça seus objetivos e prioridades.

- Construa uma agenda semanal, listando os compromissos de segunda-feira a domingo.

- Identifique quais atividades são urgentes, ou seja, tarefas com tempo esgotado e que precisam ser realizadas de imediato.

- Selecione as que são importantes, ou seja, aquelas que agregam valor e que possuem um prazo maior para execução.

- Verifique quais são circunstanciais, ou seja, as que devem ser minimizadas ou eliminadas.

- Reorganize seus compromissos priorizando os itens urgentes, importantes e circunstancias, nessa ordem.

- Analise se é possível dividir ou repassar alguma dessas atividades para outra pessoa. "Muitas vezes, nos falta a habilidade de delegarmos. Não importa se é na vida profissional, pessoal ou acadêmica. Temos de aprender a dividir tarefas e responsabilidades. Todos crescem com isso", afirma Simone.

- Verifique se está dedicando a maior parte do seu tempo para resolver urgências. "Isso significa que algo está errado. Normalmente, muitas pessoas protelam tanto uma tarefa que, quando resolvem fazê-la, o prazo está muito próximo ou já estourou", diz a docente.

- Em relação aos estudos, avalie o nível de complexidade da disciplina e dedique um tempo maior às mais difíceis ou que serão cruciais no desempenho profissional do aluno.

- Para trabalhos mais densos, é importante começá-los com antecedência, reservando um tempo específico para pesquisar sobre o tema, ler os itens pesquisados, redigir o material, revisar o conteúdo e concluir a produção. "Programe a entrega para dois dias antes do prazo real. Caso tenha algum problema, ainda haverá tempo para solucioná-lo antes da data oficial, reduzindo a ansiedade e outros sentimentos que minam a energia e a saúde", diz Simone.

Conheça o portfólio completo de cursos oferecidos pelo Senac EAD.

Leia também:

Economia criativa pode ser saída para desemprego, diz especialista

Jornal, correspondência e rádio: conheça as origens da educação a distância

Saiba como a educação a distância contribuiu com os Jogos Rio 2016