01/03/2018

imagem azul 3D da placa de circuito de computador

“Por meio da transformação digital e com a crescente importância que as tecnologias digitais têm agregado ao ambiente de trabalho, a tecnologia da informação assume papel de protagonista nas empresas”, afirma André Ricardo Theodoro, coordenador do Técnico em Informática do Senac EAD. Ele chama a atenção para o fato de que toda tecnologia digital precisa de alguém que realize sua manutenção, adaptação ou, até mesmo, a desenvolva. “Essa necessidade faz do mercado de trabalho de TI um dos mais aquecidos no Brasil e no mundo”, alerta André.

Segundo dados da Associação Brasileira de Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação, existem 50 mil postos de trabalho desse segmento aguardando por um profissional qualificado. André reforça que o mercado de TI é um dos que mais contrata no Brasil. Mas, as contratações são de profissionais qualificados e capacitados em determinadas tecnologias. “Quanto mais especializado o profissional, melhor serão sua colocação e salário”, explica.

O técnico em informática, por exemplo, possui diversos caminhos de carreira. André destaca que, com a qualificação adequada, é possível atuar em organizações públicas e privadas de qualquer segmento. Ele menciona as áreas do comércio, de serviços, da indústria, de consultoria, de ensino e pesquisa, seja de forma autônoma, temporária ou com contrato efetivo. E ainda há possibilidade de o profissional empreender na área: “Muitos se sentem confortáveis ao investir no eixo da informática, podendo trabalhar de forma independente ou abrindo uma empresa especializada em manutenção de computadores, redes de computadores ou desenvolvimento de sistemas”, indica André.

Na visão do coordenador, o profissional que pretende ingressar na carreira de TI deve estar disposto a estar sempre estudando e se capacitando. “As tecnologias digitais mudam todos os dias. Então, a necessidade estar atento e qualificar-se em novas tecnologias constantemente fazem parte da rotina dessa profissão”, ressalta o coordenador.

Quanto ao perfil do técnico, André destaca a proatividade, a capacidade de se adaptar, a flexibilidade, a criatividade, a familiaridade com aplicativos e sistemas complexos, assim como a habilidade de se relacionar com outras pessoas de forma empática.

Para fornecer este perfil ao mercado, o Senac EAD trabalha os diferentes eixos da área. “Ao finalizar o primeiro módulo do curso Técnico em Informática, o aluno está capacitado para realizar montagem e manutenção de computadores. O segundo módulo capacita para criação e gerência de redes de computadores. Já no terceiro módulo, o profissional ingressa em programação para desktop e ao final do quarto ele estará capacita no setor de programação web.


Conheça o curso Técnico em Informática. Veja também todos os cursos dessa área do Senac EAD.