03/04/2018

pessoas sentadas à mesa brindando


Churrasco com amigos no fim de semana ou jantar na casa dos pais. Esses cenários são comuns e todos sabem lidar com essas situações. Mas, e quando surge aquele almoço de negócios com clientes? E um jantar mais formal após uma cerimônia de casamento? Nesses casos, é necessário agir com menos descontração e ter mais elegância nas atitudes à mesa. Não só porque essa pode ser uma oportunidade para causar boas impressões diante de um possível contrato de trabalho ou para não cometer gafes naquele restaurante sofisticado.

Para trazer orientações em como se comportar de forma adequada durante uma refeição, Tyelle Panatta Wiggers, profissional da área de turismo, com ênfase em gastronomia, e consultora e professora do Senac EAD, esclarece questões sobre postura, pontualidade, uso dos talheres e do celular à mesa. Confira:

Convite
Quando o convite é individual ou apenas para o casal, não se deve levar outras pessoas. Talvez, no evento não caibam outros convivas ou não sejam bem-vindos!

Mesmo que animais de estimação já sejam considerados membros das famílias, não devem ir aos eventos sem que seja pedida permissão ao anfitrião com antecedência, uma vez que ele pode atrapalhar bastante qualquer situação! Claro que essa regra não se aplica ao cão – guia.

Pontualidade
A falta de pontualidade é uma gafe. Todos os imprevistos devem ser calculados, seja trânsito ou distância.

A regra de etiqueta diz que o convidado pode chegar com antecedência de 15 a 30 minutos, no máximo. Há tolerância de 15 minutos de atraso, porém isso deve sempre ser evitado. Pontualidade é consideração pelo evento e pelo anfitrião e o contrário é verdadeiro!

Postura
Mastigue sempre de boca fechada. Não coloque os cotovelos sobre a mesa. Mantenha a postura ereta (o alimento vai até a boca, não a boca até o alimento) e as costas encostadas na cadeira. Os braços devem ficar próximos ao corpo, e cuidado para não ficar se roçando no convidado ao lado.

Fale sempre em tom audível, mas não excessivamente alto, pode incomodar os demais e é deselegante.

Só comece a comer quando todos estiverem à mesa e apenas se levante depois que todos tenham terminado a refeição. Caso seja realmente necessário, desculpe-se com o anfitrião e saia discretamente.

Talheres
O garfo deve se manter na mão esquerda e a faca, quando é necessário ser usada, deve ficar na mão direita. Ressaltando que ela (a faca) serve para cortar e não para empurrar a comida para o garfo.

Quando não estiver usando a faca, ela deve ficar apoiada na borda superior do prato com o fio voltado para dentro.

Não gesticule com os talheres e os solte sempre que estiver conversando, mastigando, bebendo ou usando o guardanapo.

Vegetais folhosos não devem ser cortados com a faca, mas sim dobrados. Massas longas também não devem ser cortadas, mas enroladas no garfo.

Comida
Sirva-se aos poucos, observe a quantidade de comida e o número de convidados, para que não falte para ninguém.

Coma devagar e coloque pouca quantidade de comida no garfo, assim como na boca. Seja comedido e calmo. Pedaços maiores não devem ser picados para depois comer, corte pedaços à medida que for comendo.

Não coma antes do anfitrião, a menos que ele peça que isso seja feito!

Barulhos
Evite ruídos, seja dos talheres no prato, do líquido ou da comida na boca – na mastigação.

Nunca pense em arrotar ou assoar o nariz à mesa e seja discreto com espirros e tosse.

Guardanapo
Ao se sentar à mesa, desdobre o guardanapo de tecido e repouse sobre seu colo. Se você precisar sair no meio da refeição, ele deve ficar descansando, desdobrado sobre a mesa e à esquerda do prato. Essa é a posição de colocá-lo também ao se retirar da mesa no fim da refeição.

Use o guardanapo para limpar os lábios antes de beber qualquer coisa, ou sempre que for necessário. Você pode segurá-lo gentilmente em frente a sua roupa em cada garfada, se estiver comendo algo com muito molho, por exemplo.

Para convivas que usam batons de tom forte, estes devem ser retirados antes da refeição, no toalete ou em um guardanapo de papel, se houver à mesa.

Se algum alimento precisar ser comido com as mãos, você pode limpá-las no guardanapo e se houver lavanda, limpe suas mãos nela e seque com o guardanapo.

Caso derrube o guardanapo, e for difícil pegá-lo, deixe no chão até o final da refeição para não incomodar os demais convivas. Se for possível, peça outro ao anfitrião.

Celular
O celular deve ser deixado na bolsa ou no bolso, e no silencioso. Nunca sobre a mesa!

Em hipótese alguma fique remexendo em redes sociais ou trocando mensagens enquanto os demais comem ou conversam.

Caso você esteja esperando uma ligação importante, avise o anfitrião que talvez precise atender ao telefone. Ainda assim deixe-o sem som e retire-se para atendê-lo. 

Em todas as ocasiões, fale baixo ao telefone, ninguém precisa escutar o conteúdo da sua conversa.

Bebida alcoólica
O brinde em comemoração é tradicionalmente feito com bebida alcoólica, mas pode perfeitamente ser feito com água ou outra bebida. Porém, jamais com copo vazio.

O exagero de bebida alcoólica pode levar a gafes terríveis, portanto a moderação é essencial. Sugere-se que a cada dose de bebida, seja ingerida a mesma quantidade de água. Conhecer seu organismo é primordial, cada um deve conhecer seu limite.

Os anfitriões podem evitar situações indesejadas não oferecendo muita variedade de bebidas, pois a mistura quase sempre leva a situações indelicadas. Assim como dando comidinhas para acompanhar as bebidas. Isso é importante para que nenhum convidado faça feio!

Agrado
Apesar de não ser obrigatório, é de bom tom levar algo ao anfitrião como forma de agradecimento pelo convite. Pense em algo que o anfitrião (ou anfitriões) possa apreciar após sua visita. Observe os seus gostos, porém bebidas alcoólicas (se os anfitriões não forem abstêmios), temperos, geleias, aromatizadores de ambientes e flores são sempre elegantes e não demasiadamente pessoais.

 

Tyelle Panatta Wiggers é bacharel em Turismo com Gestão em Gastronomia pela Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul). Especialista em Gestão de Empresas da Alimentação, também pela Unisul, com disciplinas realizadas na Universitá degli Studi di Padova, na Itália. Mestre em Direção e Consultoria Turística, pela Universidad de Léon, na Espanha. Trabalha, há 17 anos, na área do turismo com ênfase em gastronomia. É consultora e professora no Senac, e em universidades, há mais de 10 anos.


Confira o curso Etiqueta à Mesa, e outros cursos do Senac EAD.