13/06/2018

gstão púiblica

Lucro, lucro e mais lucro. Muitas vezes, o trabalhador se vê gerando lucro para a empresa para a qual aplica o que aprendeu na faculdade, mas sem satisfação pessoal. Pois bem, se você pensa em seguir uma carreira que possa promover um impacto social de forma positiva à comunidade, proporciando o bem-estar coletivo, a gestão pública pode ser o caminho.

“Um dos desafios desse profissional é compreender as possíveis melhorias à qualidade dos serviços prestados aos cidadãos”, afirma Alexandre Santos*, coordenador do curso Tecnologia em Gestão Pública do Senac EAD. Ele explica que o tecnológo coordena e avalia as políticas públicas de forma a aprimorar todas as etapas dos processos, inclusive, aperfeiçoar o aproveitamento de recursos e buscar aumento de efetividade das ações. Alexandre fala, a seguir, um pouco sobre essa área.

 

Qual o papel do tecnólogo em gestão pública?

Esse profissional está relacionado à gestão e exerce atividades nos diferentes tipos de organizações públicas de maneira ética, cooperativa, responsável e inovadora, buscando gerar soluções empreendedoras e criativas para questões atuais. Ele deve analisar criticamente a realidade socioeconômica e política, por meio de ferramentas, técnicas e mecanismos participativos.

Quais habilidades que esse profissional deve desenvolver?

  • Analisar criticamente os cenários nos quais está inserido, bem como dados e indicadores relativos às ações governamentais, visando elaborar diagnósticos e buscar novas soluções para orientar a atuação do Estado a resultados éticos, sustentáveis e voltados às necessidades dos cidadãos.
  • Compreender as principais transformações vivenciadas pelo Estado brasileiro, motivadas pelas mudanças ocorridas nas esferas social, política e econômica.
  • Desenvolver uma visão sistêmica sobre as diferentes dimensões da gestão pública, bem como compreender os desafios atualmente colocados para os gestores nestas diferentes dimensões.
  • Diagnosticar os avanços e desafios na gestão pública, assim como compreender o aparato constitucional e legal que guia a atuação dos agentes públicos.

Quais são as oportunidades de trabalho para esse profissional?

Ele pode atuar nos níveis federal, estadual e municipal de governo, seja no âmbito executivo, legislativo ou judiciário, assim como em instituições do terceiro setor e da sociedade civil, fundações públicas e privadas, empresas públicas, associações de direitos público e privado, ou quaisquer instituições que atuem direta ou indiretamente com a área pública.

O mercado de trabalho deste profissional é bastante amplo, contemplando a possibilidade de atuação em organizações governamentais e não governamentais, assim como em consultorias, fundações voltadas à promoção de ações de responsabilidade socioambiental e organizações multilaterais, como a Unesco, ONU, e o Banco Mundial. É possível atuar, ainda, em instituições de ensino e pesquisa.

Quais as tendências para esse mercado no Brasil?

Esse mercado está aquecido, tanto com relação às oportunidades de trabalho, quanto aos salários praticados. De acordo com dados do IBGE, as oportunidades de trabalho tiveram um aumento médio de aproximadamente 93 mil novas vagas nas regiões metropolitanas, no período 2003 a 2014. Trata-se, em média, da criação de mais de oito mil vagas por ano.  

Alexandre Santos* é graduado em Administração de Empresas, mestre e doutorando em Tecnologias da Inteligência e Design Digital. Especialista em Planejamento, Implementação e Gestão de EAD, extensão em Gestão Empresarial pela Universidade de Mallorca na Espanha. Consultor na área financeira destinado a empresas de pequeno e médio portes. Coordenador do curso Tecnologia em Gestão Pública do Senac EAD.

 

Conheça o curso Tecnologia em Gestão Pública e todos os de graduação do Senac EAD.